PublicaçõesAcompanhe nossas publicações

 

A Vigilância Sanitária de Marília, órgão da Secretaria Municipal da Saúde, divulgou nesta quarta-feira (30) relatório das ações do Programa de Vigilância em Saúde do Trabalhador Exposto ao Amianto (Visat-Amianto), nos estabelecimentos comerciais de materiais de construção da cidade. Foram realizadas 42 inspeções em lojas especializadas. Em uma delas, foi encontrado produto com o componente proibido.

Venda de produtos com amianto está proibida no estado de São Paulo há 11 anos, conforme legislação estadual. Há sérios riscos à saúde na manipulação e utilização. Por isso, quem expõe à venda qualquer desses produtos comete infração sanitária.

A lei prevê interdição dos estoques do produto e obrigação de logística reversa, para correta destruição. Telhas e reservatórios de água são alguns dos itens mais comuns, mas o amianto pode estar presente em muitos produtos.

Por suas características de bom isolamento térmico, elétrico e acústico, resistência mecânica, baixo custo, entre outros, este mineral foi, por vários anos, largamente utilizado pela indústria. Porém, descobriu-se que esse “vilão” pode estar associado a casos de câncer e outros agravos à saúde.

Luciano Vilela, supervisor da Vigilância Sanitária de Marília, explica que o mês de maio foi destacado para intensificar ações que visam orientar e coibir a comercialização.

“É muito importante que o comerciante saiba das consequências legais, mas sobretudo os danos que esses produtos podem causar a saúde”, disse.

Fiscalizações

Relatório consolidado, nesta quarta-feira, indica aumento das fiscalizações na cidade. No ano passado, foram 30 inspeções durante a campanha, com nenhum estabelecimento autuado. Este ano, das 42 ações, em uma houve constatação e interdição de produtos.

De 2012 até 2018, segundo a Vigilância Sanitária de Marília, 155 inspeções sanitárias relacionadas ao amianto foram realizadas no município.

Denúncias e mais informações sobre as ações de combate a venda do material cancerígeno podem ser obtidas por meio do telefone (14) 3402-6500, na Secretaria da Saúde de Marília.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/especial-publicitario/prefeitura-de-marilia/noticias-de-marilia/noticia/marilia-faz-campanha-contra-amianto-e-flagra-venda-do-produto-ilegal.ghtml

Por Prefeitura de Marília
30/05/2018 18h08 Atualizado 30/05/2018 18h08

София plus.google.com/102831918332158008841 EMSIEN-3